Página inicial

Notícias Navegar com Ícones

Aguarde, carregando...

Acesso a informação   Ouvidoria   Carta de Serviços ao Cidadão
    Alto Contraste  Instagram   Facebook
200 Anos


Conselho do Patrimônio aprova atualizações de bens imateriais

02/12/2022

O Conselho Deliberativo do Patrimônio Histórico e Cultural de São Sebastião do Paraíso aprovou na última reunião ordinária, realizada no dia 1º de dezembro, a atualização dos bens imateriais do município. O órgão vêm se reunindo e discutindo as mudanças, identidades e continuidades de cada uma das celebrações para que, cada inventário, pudesse ser realizado com o máximo de autenticidade pois, são neles que o município se espelha para realizar a salvaguarda.

O Conselho conta com membros que são detentores desses bens culturais, o que foi uma grande ajuda para realização e finalização dos trabalhos. Nesta reunião, os Inventários da Festa do Congado e Moçambique de São Sebastião do Paraíso, Festa da Folia de Reis e Festa de São Sebastião foram aprovados e os mesmos se encontram disponíveis para consulta na Casa da Cultura.

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o patrimônio cultural imaterial ou intangível não se relaciona exclusivamente com os aspectos físicos culturais. Extrapola com o conteúdo das tradições, do folclore, dos saberes, das línguas, das festas e em diversos outros aspectos e manifestações, transmitidos oral ou gestualmente, recriados coletivamente e modificados ao longo do tempo. São as formas de expressão, as celebrações, os saberes e lugares que guardam uma lembrança afetiva dos membros da comunidade e, geralmente, são conhecimentos passados por gerações.

Pelo Plano do Inventário do município de São Sebastião do Paraíso, no ano de ação e preservação de 2022 estava reservado para atualização três importantes celebrações que são protegidos no seu aspecto da imaterialidade: a festa do Congado e Moçambique, festa da Folia de Reis e festa de São Sebastião, sendo que a primeira, além de inventariada, é registrada a nível municipal.

De acordo com o conselheiro Moisés de Brito Ferreira que, além de violeiro também é congadeiro e folião, é muito importante a manutenção e atualização do bem cultural para se conseguir relevância frente ao Ministério da Cultura. “Saber que essas atividades estão em prática, Paraíso ganha mais reconhecimento e não deixaremos cair no esquecimento essas tradições ancestrais”, destacou.